20635 - Halloween e a Cibersegurança com Histórias de Terror

Histórias de terror são uma tradição importante no Dia das Bruxas nos EUA – e o mundo da segurança cibernética tem muito a contar, mas essas histórias de hoje não são contos e nem lendas, são fatos que realmente aconteceram por falta de segurança. Aqui estão as três histórias mais arrepiantes.

O surto de telefone zumbi

Com mais de 1,5 bilhão de usuários por mês, o WhatsApp é de longe o serviço de mensagens mais popular do mundo. Disponível para Android, iOS e outros dispositivos móveis, o aplicativo conecta pessoas de todo o mundo – de graça.

Mas em maio deste ano, todos os 1,5 bilhões de usuários foram potencialmente comprometidos após o lançamento de uma nova variante de malware. Pensado para ser o trabalho de empresas de defesa israelenses, o malware permitia que hackers lessem mensagens, acessassem outros aplicativos e até controlassem a câmera e o microfone do telefone.

Ao transformar smartphones em espiões zumbis, os hackers conseguiram roubar uma quantidade desconhecida de dados pertencentes aos usuários do WhatsApp.

Segredos mais sombrios expostos

A maioria dos conteúdos publicados na rede social do Instagram deve ser compartilhada o mais amplamente possível. Mas algumas das outras informações coletadas pelo Instagram, como endereços residenciais e números de telefone, não são.

No entanto, até 49 milhões de pessoas tiveram seu pior pesadelo, quando exatamente essas informações foram publicadas online. Uma empresa de marketing de mídia social sediada na Índia hospedou esses dados em um banco de dados desprotegido na nuvem, tornando-os disponíveis para qualquer pessoa.

Ninguém sabe ao certo quanto dos dados foram roubados – ou o que os criminosos podem fazer com eles.

Internet sem segurança

Adrian Lamo é mais conhecido por invadir grupos como Yahoo, Bank of America, Citigroup, The New York Times e Microsoft. Mas a maneira como ele fez isso é que o tornou famoso: ele usou conexões de internet públicas como livrarias e cyber cafés para realizar seus trabalhos.

Devido a esse estilo ele foi nomeado como o ‘hacker sem-teto’. Em 2004, depois de ser pego, ele recebeu seis meses de prisão domiciliar, e teve que pagar US$ 65 mil em restituição.

Fique seguro neste Halloween

Cada uma dessas histórias de segurança se desenrola como um filme de terror clássico:

Intrusos secretos

O malware fica nas sombras e espia você, jogando em suas fraquezas – assim como o spyware do WhatsApp.

Negligência geral

Nos filmes de terror, alguém sempre faz algo estúpido que deixa o assassino entrar – uma janela, uma porta ou um portal para outra dimensão. Foi exatamente o que aconteceu quando os dados do Instagram foram expostos na nuvem.

Cuide da sua rede

Uma rede segura garante a sua segurança e a de seu cliente também.

Proteja-se

Quer ficar seguro neste Halloween? Conheça mais o Panda Adaptive Defense 360 – você pode bloquear os invasores, impedir a perda de dados por negligência e manter seus dados em segurança.

Feliz Dia das Bruxas e cuidado para não ser Hackeado!