usebitcoin 4096x2253 - Bitcoin: que moeda é essa? Tempo de Leitura: 2 minutos

Um dos investimentos de mais rápida valorização e de maior potencial de controvérsia em 2017 é uma moeda virtual, cuja existência sequer é física – o Bitcoin, como é chamada, existe exclusivamente online. E suas transações são feitas por meio da internet, em um ambiente codificado, que garante a segurança dos dados.

O valor dele disparou no segundo semestre desse ano. Em meio a oscilações bruscas entre novembro e dezembro, cada moeda chegou a valer mais de U$ 18 mil ( R$ 59 mil) – um aumento considerável, já que o câmbio no início de 2017 era de 1 bitcoin para U$ 1 mil.

 

O que é o Bitcoin?

É uma moeda virtual. Diferente de uma moeda convencional, não há uma instituição financeira por trás. Todas as transações são feitas de uma pessoa para a outra, sem intermediários

O Bitcoin é basicamente um arquivo digital que existe online e funciona como uma moeda alternativa. Nisso, ele se diferencia muito de moedas convencionais, como o dólar americano.

Ele não é impresso por governos ou bancos tradicionais, mas criado por um processo computacional complexo conhecido como “mining” (mineração).

Todas as moedas e todas as transações feitas com elas ficam registradas na rede de internet – em um espaço conhecido como “blockchain”, uma espécie de banco de dados descentralizado que usa criptografia para registrar as transações.

Dessa forma, os arquivos não podem ser copiados ou fraudados e as transações não podem ser rastreadas.

Existem cerca de 16,5 milhões de bitcoins em circulação, e cerca de 3,6 mil novos são criados todos os dias.

Como outras moedas, ela não tem um “valor inerente”: seu preço é determinado pelo quanto as pessoas estão dispostas a pagar por ela.

“Ela não é reconhecido oficialmente, você não pode pagar impostos ou usar para quitar débitos”, diz o economista Garrick Hileman, pesquisador de criptomoedas e professor da Universidade de Cambridge.

Veja como funciona a moeda:

bitcoins 474x1024 - Bitcoin: que moeda é essa?

 

Quanto vale 1 bitcoin?

A moeda é instável e segue as leis de mercado (quanto maior a procura, maior sua cotação). Em janeiro de 2013, 1 BTC (bitcoin) valia cerca de US$ 13. Já em novembro deste mesmo ano, a mesma quantidade de bitcoin chegou a valer US$1.000.

Como posso usar bitcoin?

O bitcoin pode ser usado para comprar via internet produtos ou serviços. Para realizar a operação, as duas partes devem informar seus endereços (“identidades”) e confirmar a transação (via programa de computador ou aplicativo para smartphone). Não há estorno, e o processo pode levar alguns minutos.

 

Quais as desvantagens?

A moeda é volátil, o que faz com que seu valor varie bastante. Qualquer movimento no mercado de bitcoins (uma grande compra ou grande venda) pode afetar significativamente sua cotação. Um bitcoin pode valer US$ 1.000 em um dia e cair para US$ 300 no dia seguinte. Além disso, é um recurso pouco usado (poucos estabelecimentos aceitam) e as moedas podem ser roubadas – sem que o dono delas tenha nenhum tipo de compensação.